Família Nômade

8 passeios diferentes para você fazer em Madri

Leave a comment

Se você vai a Madri pela primeira vez e vai ficar poucos dias na cidade, seus passeios serão os tradicionais e imperdíveis Museu do Prado, Museu Reina Sofia, Puerta del Sol, o Parque do Retiro, a Catedral de Almudena e o Palácio Real. Agora, se você tiver um tempinho maior, não deixe de ver pelo menos alguns dos passeios sugeridos abaixo.

1. Madrid Río

Madrid Río é um dos lugares mais legais de Madri. Um espaço para passear, aproveitar o sol sempre presente na cidade, dar umas boas pedaladas…

IMG_1802

foto: Família Nômade

Tão bacana que temos um post só pra ele! Clique aqui.

 

2. Jardim Botânico

Eu conheci o Jardim Botânico em 2005. Descobri sem querer, depois de sair do Museu do Prado. Não é muito grande, mas é bem bonito e conservado. Ele é dividido em quatro ambientes, chamados de terrazas. Tem plantas de várias partes do mundo e uma coleção permanente de bonsáis. Esta, aliás, foi a parte que eu mais gostei.

foto: acervo Real Jardín Botánico

foto: acervo Real Jardín Botánico

O horário de funcionamento varia de acordo com a época do ano. O ingresso custa 3 euros (valor de 2015). As estações do metrô mais próximas são Banco de España e Atocha.

foto: acervo Real Jardín Botánico

foto: acervo Real Jardín Botánico

No site do Real Jardín Botánico de Madrid você consegue mais informações.

 

3. Museu Sorola

Eu só fui descobrir que gostava de ir a museus quando fui a Madri pela primeira vez. Antes disso, tinha a impressão de que este tipo de passeio era chato. Se você acha o mesmo, vá até o Museu do Prado ou ao Reina Sofia e depois conversamos!!

foto: site Museo Sorolla

foto: acervo Museo Sorolla

Enfim, depois de conhecer os dois citados acima, fui ao Museu Sorolla. Amei! É pequenininho, mas muito charmoso. A casa, por si só, já vale a visita. Sorolla se mudou para cá em 1911 e morou aqui até morrer. Além de histórico, o prédio tem um jardim delicioso.

foto:  Museo Sorolla

foto: acervo Museo Sorolla

Na parte de dentro, os móveis, a decoração antiga e, claro, as pinturas de Sorolla chamam muito a atenção.

foto: acervo Museo Sorolla

foto: acervo Museo Sorolla

O Museu Sorolla funciona de terça a sábado, das 9h30 às 20h00 (sem pausa para a ‘siesta’) e aos domingos e feriados, das 10h00 às 15h00. A entrada custa 3 euros (aos domingos é de graça). O endereço é: rua General Martínez Campos, 37. A estação de metrô mais próxima é a Iglesia. Saiba mais aqui.

 

4. Zoológico

Eu estou para escrever um post só sobre o Zoo Aquarium de Madrid há algum tempo. Eu e Clara fomos até lá na nossa última visita à cidade. Um lugar muito legal, divertido, organizado, interessante. Vimos coalas, ursos panda, macacos… A parte das girafas é muito legal. A gente chega bem pertinho.

foto: Família Nômade

foto: Família Nômade

Enfim, passamos o dia inteiro. São 4 mil animais de 500 espécies diferentes.  O Zoo de Madrid tem ainda um aquário gigante com todo tipo de peixe, tartarugas, tubarões. Muito interessante. E tem, logo na entrada, um baita parquinho. Foi difícil tirar a Clara de lá.

IMG_1596

foto: Família Nômade

Almoçar no Zoológico não é muito barato, mas é uma opção. O restaurante é grande e tem bastante variedade.

Para chegar até lá é preciso pegar o metrô até a estação Casa de Campo e depois pegar o ônibus da linha 10. Te deixa na porta. A entrada custa 22,95 euros para adultos e 18,60 euros para crianças. Mais informações no site do Zoo Aquarium de Madrid.

 

5. Templo de Deboud

O Templo de Debod é um dos lugares mais lindos de Madri. A construção estava no sul do Egito, perto do Rio Nilo. Ele começou a ser erguido no século II antes de Cristo em homenagem aos deuses Amón e Isis. Em 1968, o templo de Debod foi doado à Espanha e reconstruído neste lindo parque. A vista é maravilhosa.

foto: acervo Família Nômade

foto: acervo Família Nômade

Além da parte externa, o templo pode ser visitado internamente. O horário de funcionamento varia de acordo com a época do ano, é bom checar no site da prefeitura. A entrada é de graça.

Para chegar até lá, a estação do metrô mais próxima é a Plaza de España. O Templo de Debod fica na rua Ferraz, 1.

 

6. Valle de los caídos

Para quem gosta de História, um lugar imperdível. O Valle de los Caídos fica a 40 quilômetros de Madri. Foi construído de 1940 a 1958 por ordem do ditador espanhol Francisco Franco. A enorme basílica foi escavada na rocha e uma enorme cruz erguida sobre a colina. É um monumento espetacular e impactante, bem ao gosto de um ditador. Franco está enterrado aqui. Além dele, estão enterrados no Valle de los Caídos mais de 33 mil combatentes mortos na Guerra Civil Espanhola. Esta seria a razão do nome do vale. Mas me lembro de terem comentado que o lugar levava este nome também porque foi construído por presos que, assim, reduziam o tempo da pena. Muitos teriam morrido durante a construção.

foto: acervo Valle de los Caídos

foto: acervo Valle de los Caídos

Enfim, o lugar é tido por muitos  como um memorial franquista. Outros o consideram apenas um cemitério. Eu lembro, perfeitamente, da sensação quando entrei na basílica. Apesar dela ser ampla e enorme, parece que o ar é pesado… Logo na entrada, tem dois anjos gigantescos que mais parecem dois monstros sombrios. Como eu disse no começo, é impactante. Vale a pena conhecer! Até porque a vista lá de cima é de tirar o fôlego.

foto: acervo El Valle de los Caidos

foto: acervo El Valle de los Caidos

Para chegar até lá, pegue a linha de ônibus 664 (Autocares Herranz) na estação de metrô de Moncloa. A entrada para o Valle custa 9 euros. O horário de funcionamento é de terça a domingo, a partir das 10h da manhã. No verão fecha às 19horas e no inverno às 18h. Saiba mais no site.

 

7. Convento de las Descalzas Reales

O Monasterio de las Descalzas Reales fica bem no centro de Madri. Dá para ir a pé da Puerta del Sol e fica bem pertinho de um enorme Corte Inglés (principal loja de departamento espanhola).

Fundado em 1559, o mosteiro foi por muito tempo um espaço para a clausura de monjas franciscanas. Nos séculos XVI e XVII era também o lugar onde as filhas dos reis passavam temporadas para serem educadas.

O prédio, patrimônio nacional espanhol, é muito bem conservado e lindíssimo! Vale a visita.

foto: acervo Governo da Espanha

foto: acervo Governo da Espanha

O horário de funcionamento é de terça a sábado das 10h às 14h e das 16h às 18h30 (a pausa é para a ‘siesta’). Aos domingos e feriados, o mosteiro abre das 10h às 15h. A entrada custa 6 euros.

Anote o endereço: Calle de la Misericordia. A estação de metrô mais próxima é a Ópera. Mais informações aqui.

8. Museu do Traje

Este não é apenas um passeio para quem gosta de moda, se você se interessa por História vai amar o museu. É muito interessante reviver a evolução da Europa através das roupas e objetos usados em cada época. O acervo é enorme e está sempre sendo atualizado.

foto: acervo Museo del Traje

foto: acervo Museo del Traje

Um passeio interessante e divertido. O Museu tem roupas antigas para você experimentar e tirar fotos.

foto: acervo Museo del Traje

foto: acervo Museo del Traje

O prédio fica pertinho da Universidade Complutense. A estação de metrô mais próxima é a Ciudad Universitaria. Anote o horário de funcionamento: de terça a sábado, das 9h30 às 19h00; domingos e feriados das 10h às 15h. A entrada custa 3 euros. Entre no site do Museo del Traje para mais informações.

 

 

Gostou deste post?

Leia também:

Madri com crianças

Alcalá de Henares: A casa de Cervantes pertinho de Madri

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s