Família Nômade

Primeira vez em Curitiba? Lugares que não podem ficar de fora da sua lista

Leave a comment

Se você está indo para Curitiba pela primeira vez, se prepare: leve pelo menos uma blusa de frio (mesmo que seja o auge do verão) e não deixe de ver a previsão do tempo antes de programar os passeios. Depois, aproveite as caminhadas por uma das cidades mais limpas e organizadas do Brasil. Na nossa cidade natal, também tem muita coisa pra fazer!!

1. Jardim Botânico

O Jardim Botânico de Curitiba tem que estar na sua lista não apenas porque é um dos cartões postais mais famosos da cidade, mas também porque é, realmente, um lugar agradável e interessante para passear. A arquitetura da estufa principal foi inspirada em um Palácio de Cristal de Londres, do século XIX. Dentro dela estão espécies da Mata Atlântica.

foto: acervo Jardim Botânico de Curitiba

foto: acervo Jardim Botânico de Curitiba

Além da estufa e do jardim geométrico logo à frente dela, o Jardim Botânico de Curitiba tem uma exposição permanente do artista polonês radicado no Brasil, Frans Krajcberg, e um Jardim das Sensações. Um espaço onde é possível tocar nas plantas, sentir a textura das folhas, o perfume das flores e os sons da natureza.

O Jardim Botânico funciona todos os dias, das 6h00 às 19h30. Fica na rua Engenheiro Ostoja Roguski, s/n°. Saiba mais aqui.

2. Bosque do Papa

Um dos nossos lugares preferidos em Curitiba. O Bosque do Papa foi inaugurado em 1980, quando o próprio João Paulo II visitou a cidade. O espaço presta uma homenagem aos imigrantes poloneses. Tem um pequeno bosque de mata nativa e sete casas de madeira que estavam na região metropolitana de Curitiba.

fotos novas 071

foto: acervo Família Nômade

Logo em frente ao parque fica uma casa de chá. A Kawiarnia Krakowiak é um ótimo lugar para provar algumas delícias polonesas. Experimente o chá gelado de maçã e as tortas. A confeitaria está sempre no nosso roteiro porque tem mesinhas na área externa onde cães são permitidos. O Dog adora!

O Bosque João Paulo II funciona todos os dias das 6h às 20h. As casinhas do Memorial abrem de terça a domingo, das 9h às 18h, e às segundas, das 13h30 às 18h. A entrada principal é pela Mateus Leme, logo depois do portal polonês.

Mais informações aqui!

3. Bosque Alemão

Para quem tem crianças, este passeio é imperdível! O Bosque Alemão é uma homenagem aos imigrantes e à cultura alemã. Para conhecê-lo bem, o ideal é começar o passeio na parte alta, pelo Oratório Bach. A construção é réplica de uma antiga igreja presbiteriana. Ali funciona uma deliciosa confeitaria alemã, a Erika. Prove as bolachas de canela (sim, em Curitiba a gente fala bolacha!!).

bosque alemão

foto: acervo Família Nômade

Depois siga até o mirante da Torre dos Filósofos para tirar uma foto com Curitiba ao fundo. Desça TODAS as escadas. Isso mesmo!! Vá em frente! É agora que a diversão começa. Lá em baixo, fica o bosque propriamente dito. A trilha de João e Maria tem painéis que contam a história criada pelos irmãos Grimm. No meio do caminho fica a casa da bruxa: uma biblioteca infantil. Nos finais de semana, as bruxas estão lá para contar histórias para as crianças. Anote os horários: 11h, 14h e 16h. A trilha termina num lindo jardim onde você encontra a reprodução de uma fachada de casa alemã antiga.

O Bosque do Alemão funciona todos os dias, das 8h às 18h. Endereço: rua Nicolo Paganini esquina com rua Schubert, Vista Alegre.

4. Feirinha do Largo da Ordem

Este é um passeio obrigatório para quem vem a Curitiba. Pena que é só domingo de manhã. A feira de artesanato do Largo da Ordem funciona das 9h às 13h. São várias quadras de barraquinhas alinhadas bem no centro histórico da cidade. Além da região ser bem bonita (se você não estiver na cidade em um domingo, visite o local mesmo assim), você vai conseguir comprar todas as lembrancinhas e presentes aqui. Tem de tudo. Muita coisa de qualidade. Eu já visitei várias feiras de artesanato e a de Curitiba continua sendo a melhor, na minha opinião.

IMG_0379

Largo da Ordem – foto: acervo Família Nômade

Aproveitei para experimentar uma comida típica polonesa e ucraniana, o pierogi, na barraquinha do Tadeu, o Rei do Pierogi!!

5. Paço da Liberdade

O Paço da Liberdade é hoje um espaço cultural administrado pelo Sesc. Mas em 1916, quando foi inaugurado, serviu de sede para a prefeitura de Curitiba. O prédio mistura o estilo neoclássico e a art-nouveau e é o único imóvel de Curitiba tombado pelas três instâncias do Patrimônio Histórico (Nacional, Estadual e Municipal). No terceiro andar, fica a antiga Sala de Atos, onde os vereadores se reuniam para discutir e aprovar as leis municipais. Os móveis da época continuam lá. As pinturas das paredes e do teto foram restauradas. Ao lado, fica uma réplica da sala onde trabalhava o prefeito Cândido de Abreu. Um passeio imperdível.

foto: acervo Sesc Paço da Liberdade

foto: acervo Sesc Paço da Liberdade

O prédio tem um café onde você pode fazer uma paradinha para descansar ou para curtir boa música. Frequentemente há apresentações musicais ali.

Anote o horário de funcionamento do Paço da Liberdade: de terça a sexta, das 10h às 21h, aos sábados, das 10h às 17h, aos domingos, das 11h às 17h. Para saber mais sobre a programação cultural do Sesc Paço da Liberdade acesse aqui.

6. Parque Tanguá

Na minha opinião, é o mais bonito de Curitiba. As fotos ficam sempre lindas de lá! Pra começar, o parque é enorme! Tem 235.000 metros quadrados. Vale a pena descer a escadaria para ver a cachoeira do outro lado. O parque foi criado a partir da recuperação de duas antigas pedreiras e dentro do projeto de preservação do Rio Barigui. Aproveite para visitá-lo no mesmo dia que for à Ópera de Arame.

tangua

foto: acervo Prefeitura de Curitiba

O Parque Tanguá fica na rua Oswaldo Maciel, s/ n°. Fica aberto 24 horas. Mais informações no site da prefeitura.

7. Ópera de Arame e Pedreira Paulo Leminski

A Ópera e a Pedreira ficam lado a lado. Vale a pena ver as duas. A Ópera de Arame é um grande teatro todo feito de tubos, com teto e paredes transparentes. É legal visitar tanto de dia quanto à noite. Se você puder ver um espetáculo, melhor ainda.

na ópera de arame

Minha equipe dos tempos da Tv Sinal gravando uma reportagem na Ópera de Arame

Saindo de lá, vá a pé mesmo à Pedreira Paulo Leminski. Imagine todo aquele espaço ENTUPIDO de gente. Sim, muitos shows tiveram lotação total: 20 mil pessoas. Hoje em dia, as apresentações na Pedreira não são tão frequentes, mas ainda são realizados alguns shows por lá. É também o lugar da tradicional encenação da Paixão de Cristo.

Para saber mais, clique aqui.

8. Museu Oscar Niemeyer e Parcão

O Jardim Botânico e o Museu Oscar Niemeyer são, sem dúvida, os mais famosos pontos turísticos e cartões postais da cidade. O Museu tem que estar na sua lista. É lindo por fora e super legal por dentro. Tem sempre exposições interessantes e um túnel que leva de uma sala à outra. Sempre me sinto dentro do filme Guerra nas Estrelas, rsss.

foto: divulgação

foto: acervo Museu Oscar Niemeyer

Se for ao Museu no fim de semana, passe no Parcão. Fica atrás. Uma área gramada enorme onde (quase) todo mundo leva os cães para passear. Nos finais de semana, fica realmente cheio de cachorros correndo pra cima e pra baixo, crianças tentando alcançá-los e jovens sentados em cangas nas gramas. É um ótimo lugar para passar a tarde de sábado ou domingo.  Nós já falamos sobre ele aqui.

O Museu Oscar Niemeyer funciona de terça a domingo, das 10h às 18h. O ingresso custa R$ 6,00. No primeiro domingo do mês é de graça, mas já aviso que a fila é enoooorme. Mais informações no site do museu.

9. Capela Santa Maria

Não é um dos pontos turísticos mais visitados pelos turistas, mas eu super recomendo. É linda! Fica no centro, perto do Teatro Guaíra (teatro que também vale a espiada). Se você puder assistir a algum concerto, melhor ainda. Tem mais tempo para admirar a construção. A Capela foi inaugurada em 1939 dentro da antiga sede do Colégio Santa Maria. Hoje, o espaço virou uma bela sala de concertos. Desde 2008, é também a casa oficial da Camerata Antiqua de Curitiba.

FOTOS 13 DE JAN 021

foto: acervo Família Nômade

A Capela Santa Mariafica na rua Conselheiro Laurindo, 273, e funciona de segunda a sexta, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00, além dos horários de concertos.

10. Santa Felicidade

Santa Felicidade é o bairro italiano. Reserve um dia para almoçar e caminhar por lá. Mas prefira os dias da semana, tem menos movimento. Se decidir ir ao mais famoso restaurante de Santa, o Madalosso, chegue cedo. Sempre tem fila de espera. O cardápio é único e por pessoa. Você senta e os garçons começam a trazer sem parar uma infinidade de pratos italianos: frango frito, frango prensado, lasanha, nhoque. Meu prato preferido é a asinha de frango frita, o Sid AMA o risoto e a salada de radicchio com bacon e vinagre de vinho tinto feito pela casa. O Madalosso tem também o próprio vinho de mesa. Não deixe de provar a polenta frita. É a melhor que eu já comi! Se tiver sorte, converse com a proprietária. Dona Flora está sempre por lá e é a simpatia em pessoa. Mas, sinceramente, duvido que a encontre. Ela está sempre coordenando tudo na cozinha. 🙂

foto: acervo Madalosso

foto: acervo Madalosso

É interessante por ser o maior restaurante do mundo em número de refeições. Está até no livro Guiness. A comida é bem boa, mas é sistema italiano… o garçom vai colocando, você vai comendo, ele traz mais, as pessoas passam, as crianças saem correndo para ir ao suuuuper parquinho. Enfim, uma confusão italiana deliciosa.

Depois, caminhe pela rua de paralelepípedos, entre nas lojinhas de artesanato e faça a digestão tranquilamente.

Dica: você pode fazer todos estes passeios usando a Linha Turismo de Curitiba. Clique no site para saber mais.

Dica 2: muita gente que vem à Curitiba pela primeira vez quer conhecer a Rua 24 horas. É um lugar legal, bonito e agradável, mas não vale ir até lá se você estiver pouco tempo na cidade. A Rua já não funciona mais 24 horas e não tem nada de tão diferente assim. Se você estiver com tempo ou por perto, claro, dê uma passada, mas eu não trocaria um dos passeios sugeridos acima por ela! 🙂

Dica 3: se você estiver com mais tempo ou você já conhecer um dos passeios sugeridos aqui, aproveite para ver os lugares sugeridos aqui e aqui.

Gostou deste post?

Veja também:

Bicicletas para alugar ou emprestar em Curitiba

Aproveite Curitiba com as crianças sem gastar nada!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s